sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

No fim...

No fim você vai olhar ao seu redor e não haverá amor. Não haverá uma música de plano de fundo. Não haverá final feliz.
Você saberá que seus erros são importantes para o que vem, que quebrar a cara é saudável.
No fim tudo terá caído. Os prédios ao seu redor, as árvores terão secado, seus desenhos estarão desbotados e haverá um corte profundo em você, mas não haverá sangue. E você deverá ser forte para caminhar sobre as ruínas e encontrar um lugar para se curar dos golpes do tempo, dolorosos como espinhos.
No fim, você deverá sorrir, mesmo quando sua vontade é de chorar e se desmanchar em sal. Você deverá erguer os ombros, fingir-se de cego, mudo e surdo, e dizer para quem quer que pergunte que está tudo bem. E desistir. Desistir de algumas coisas, por mais que te digam que não se deve desistir das suas grandes vontades, no fim haverá um limite e você deverá desistir. Mas isso não é sinal de fraqueza: é preciso ser muito forte para desistir de algo que se quer muito. E então, começar novamente, construindo novos sonhos, acreditando em coisas mais concretas e tornando-se um adulto.
No fim, haverá apenas um caminho, um longo caminho para atravessar, grandes coisas para superar e pessoas novas que farão você parar de respirar por vários segundos. Haverá oportunidades novas, esperanças novas, pedaços novos de músicas desconhecidas, novos passos em direção àquilo que você não conhece, asas novas para poder voar para mais longe e procurar por luzes mais brilhantes.
E, no fim de tudo, talvez esse seja o seu final feliz.

3 comentários:

Dany disse...

Ahhh vc como sempre muito querido em suas palavras... com textos lindo q sempre sempre vem na hr certa...

Espero achar meu final feliz :)

Pαмуs disse...

Você parece que sabe como eu me sinto, agora mesmo eu estava tão ruim e li seu post e me sinto um pouco melhor, mas ainda coontinuo mal.. Se você soubesse o quanto ando sofrendo ia perceber que esta escrevendo sobre mim, que doideira. Ficou muito bonito.
Assinada Pâmela

Carolina B.! disse...

Sem palavras.

Visitas