domingo, 29 de março de 2009

Ressaca

Mais uma vez estou sozinho. E peço desculpas aos meus amigos e à minha família pelo termo "sozinho", mas vocês sabem o que eu quero dizer.
Estou com aquela sensação de que as coisas perderam o sentido, a cor.
Eu pensei que tivesse encontrado alguém que fosse me fazer feliz durante muito tempo, ou durante toda a vida. Mas eu estava errado, de novo.
Qual é o problema comigo? As pessoas simplesmente vão embora, como se eu não significasse nada para elas e eu fico aqui, como um idiota, chorando antes de dormir e ao acordar, xingando de hipócrita os personagens dos filmes românticos e me perguntando qual é o problema comigo.
E eu poderia vir aqui e dar um discurso contra o amor, como eu sempre faço, dizendo que o amor não existe e todas essas coisas idiotas que você, leitor, provavelmente não está a fim de ler. Mas eu não vou fazer isso, porque sei que em determinado momento da minha vida eu vou desmentir tudo, dizer que o amor existe sim e que eu encontrei o meu, para depois quebrar a cara de novo.
Estou me sentindo cansado. Se antes as coisas estavam ruins, agora elas estão péssimas.
O chão parece ter desaparecido, o ar parece ter acabado e eu tenho que fingir que estou bem, quando na verdade não estou.
E isso dói. Muito.

3 comentários:

Gabriel → Bloga╝ disse...

Cara, eu ainda não passei por isso porque não tÔ interessado em ter relacionamentos amorosos (não apenas ''ficar'').

Eu quero organizar a minha vida primeiro, porque ela tá desestabilizada e mesmo gostando de umas pessoas aí, eu fico de boa.

Todo mundo diz que o amor é algo que faz alguém sofrer e é complexo, mas eu gostaria de futuramente cair fundo nesse sentimento irmão.

Abss!

Ly disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ly disse...

Ninguem pertençe a ninguem.
E o inicio traz como consequencia o fim.
é inevitavel, fazer o que.

=(

Visitas